Início
/
Como Chegar

Como Chegar

Relatórios 2020
1º Trimestre 2020 ULS 1º Trimestre 2020 Conselho Fiscal
2º Trimestre 2020 ULS 2º Trimestre 2020 Conselho Fiscal
1º Trimestre 2020 ROC
2º Trimestre 2020 ROC
Relatórios 2019
1º trimestre 2019 ULS 1º trimestre 2019 Conselho Fiscal e ROC
2º trimestre 2019 ULS 2º trimestre 2019 Conselho Fiscal e ROC
3º trimestre 2019 ULS 3º Trimestre 2019 Conselho Fiscal e ROC
4º trimestre 2019 ULS 4º Trimestre 2019 Conselho Fiscal
4º Trimestre 2019 ROC
Relatórios 2018
 1º trimestre 2018 ULS 1º trimestre 2018 ROC
2º trimestre 2018 ULS 2º trimestre 2018 Conselho Fiscal
3º trimestre 2018 ULS 3º Trimestre 2018 Conselho Fiscal
4º trimestre 2018 ULS 4º Trimestre 2018 Conselho Fiscal
4º Trimestre 2018 ROC
Relatórios 2017
1º trimestre 2017 ULS  1º trimestre 2017 ROC
 2º trimestre 2017 ULS  2º trimestre 2017 ROC
 3º trimestre 2017 ULS  3º trimestre 2017 ROC
4º trimestre 2017 ULS 4º trimestre 2017 ROC
Relatórios 2016
1º trimestre 2016 ULS  1º trimestre 2016 ROC
 2º trimestre 2016 ULS  2º trimestre 2016 ROC
 3º trimestre 2016 ULS 3º trimestre 2016 ROC
 4º trimestre 2016 ULS  4º trimestre 2016 ROC

 

 

 

 

 

 

 

Relatórios 2015
 1º trimestre 2015 ULS  1º trimestre 2015 ROC
 2º trimestre 2015 ULS  2º trimestre 2015 ROC
 3º trimestre 2015 ULS  3º trimestre 2015 ROC
 4º trimestre 2015 ULS  4º trimestre 2015 ROC
Relatórios 2014
 1º trimestre 2014 ULS  1º trimestre 2014 ROC
 2º trimestre 2014 ULS  2º trimestre 2014 ROC
 3º trimestre 2014 ULS  3º trimestre 2014 ROC
 4º trimestre 2014 ULS  4º trimestre 2014 ROC
Relatórios 2013
 1º trimestre 2013 ULS  1º trimestre 2013 ROC
 2º trimestre 2013 ULS  2º trimestre 2013 ROC
 3º trimestre 2013 ULS  3º trimestre 2013 ROC
 4º trimestre 2013 ULS  4º trimestre 2013 ROC
Relatórios 2012
 1º trimestre 2012 ULS  1º trimestre 2012 ROC
 2º trimestre 2012 ULS  2º trimestre 2012 ROC
 3º trimestre 2012 ULS  3º trimestre 2012 ROC
 4º trimestre 2012 ULS  4º trimestre 2012 ROC
Relatórios 2011
 1º trimestre 2011 ULS  1º trimestre 2011 ROC
 2º trimestre 2011 ULS  2º trimestre 2011 ROC
 3º trimestre 2011 ULS  3º trimestre 2011 ROC
4º trimestre 2011 ULS  4º trimestre 2011 ROC
BulletBullet Horário Geral14.30 – 16.00
19.00 – 20.00
Bullet ExcepçõesBullet Serviço de Cuidados Intensivos – UCIP

15.00 – 16.00 horas
19.00 – 20.00 horas

Máximo 4 visitas por doente (uma de cada vez).

Bullet Serviço de Pediatria

14.30 – 15.30 horas

Bullet Serviço de Obstetrícia

14.30 – 15.30 horas
18.00 – 19.00 horas

Um hospital é uma instituição complexa, com normas que devem ser respeitadas. Colabore, cumprindo. Lembre-se que agimos tendo em vista o bem-estar e a saúde dos nossos utentes.

Tendo esse objectivo em mente, o HAL instalou recentemente um Sistema de Controlo Electrónico de Visitas, que garante que o número de visitas por doente não ultrapassa o número definido, que pode ser diferente de doente para doente. (em fase de experiência num dos serviços de internamento)

O cartão de visitante permite a visita a um só doente, após a qual o mesmo deve ser entregue no Serviço de Informações.

O número máximo de visitas simultâneas é de três pessoas.

O cartão de acompanhante permite o acesso livre de um familiar directo de um doente internado, independentemente dos visitantes que possa ter.

Acompanhante é o nome que se dá ao familiar directo (pai, mãe, filhos, marido ou mulher) de um doente internado, podendo o doente designar como acompanhante outra pessoa que não se enquadre nas definições anteriores. Para isso deverá comunicar a um elemento da equipa de enfermagem, o qual transmitirá ao balcão de informações.

Apenas uma pessoa poderá ser designada como acompanhante.

Cada doente internado tem direito à atribuição de um único cartão de acompanhante. A excepção é o Serviço de Pediatria em que é permitida a entrega de dois cartões de acompanhante.

Após terminado o período de internamento, o acompanhante deve entregar o cartão no próprio serviço;

A implementação deste sistema visa regular as visitas, para que o doente saia beneficiado. No entanto, há certas questões que devemos ter sempre presentes:

Evite perturbar o doente com um número excessivo de visitas.

Quem vem visitar não deve trazer alimentos para os doentes, excepto se existir autorização da equipa de saúde.

Mantenha o telemóvel desligado dentro das instalações do hospital, pois pode incomodar os doentes e provocar interferências nos equipamentos médico hospitalares. Em alguns serviços é completamente proibido o seu uso.

Colabore na cura do doente, evitando ruídos e barulhos desnecessários, porque este necessita de um ambiente calmo.

Seja discreto, respeite a privacidade de quem está internado.

Se não tiver oportunidade de visitar o seu doente, pode deixar uma mensagem escrita no Serviço de informações ou envia-la para o email: informacoes@ulscb.min-saude.pt. Esta ser-lhe-á entregue. Para o efeito deverá indicar o nome completo do doente.

O seu querer é o mesmo que o nosso: cuidar de quem está doente. Se tivermos a sua colaboração e ajuda, de certeza que quem sai beneficiado é quem mais precisa.