Início
/
Serviços
/
Serviços de Apoio

Serviços de Apoio

Equipa de Gestão de Altas

Coordenação: Enf. Maria Helena Beato dos Reis Alcéu

Médicos: Dra. Raquel David Estrela Vaz Cabaços –  Dra. Isabel Maria Cardoso Antunes

Enfermeiros: Enf. Maria Helena Beato dos Reis Alcéu – Enf. António Luís Riscado Carrega

Técnico do Serviço Social – Dr. António Miguel Breia Vicente

Contactos:

Email: ega@ulscb.min-saude.pt

Gabinete de Apoio à Gestão

O Gabinete de Apoio à Gestão é um órgão de apoio técnico ao Conselho de Administração que visa fornecer informação útil e atempada, relativa à eficácia das atividades desenvolvidas pela ULSCB e a sua produtividade, que dê suporte e segurança ao processo de decisão, acompanhamento e monitorizando indicadores que concorrem para o cumprimento da missão e objetivos da ULSCB.

Responsável área dos Cuidados Primários

Dra. Margarida Maria Costa Nunes Silva Marques

Responsável área dos Cuidados Hospitalares

Dr. Paulo Jorge Tavares

Contactos:  gag@ulscb.min-saude.pt

Gabinete de Comunicação e Imagem

Missão

  • O Gabinete de Comunicação e Imagem é um gabinete de apoio ao Conselho de Administração, competindo-lhe designadamente organizar e facilitar todos os meios de comunicação interna e externa, contribuindo para acrescente humanização e acessibilidade da instituição aos seus utentes e profissionais.

Objectivos

  • Assessorar o Conselho de Administração em matéria de comunicação e relações públicas;
  • Promover interna e externamente a imagem da ULSCB, nos termos das orientações do Conselho de Administração;
  • Monitorizar interna e externamente a boa imagem da ULSCB e propor ações que contribuam para a sua preservação;
  • Gerir os espaços públicos de divulgação de informação;
  • Divulgar factos e eventos de interesse a nível interno e externo;
  • Produzir e gerir conteúdos informativos em portais de informação e colaboração internos e externos;
  • Editar periodicamente uma revista informativa de carácter institucional em formato eletrónico;
  • Promover a uniformização da imagem da ULSCB em todos os documentos e publicações eletrónicas e não eletrónicas;
  • Organizar eventos da ULSCB, nos termos das orientações do Conselho de Administração;
  • Garantir a constante atualização da sinalética, de forma a facilitar a circulação dos utentes e colaboradores da ULSCB;
  • Identificar e comunicar necessidades de formação para a garantia da qualidade da imagem da ULSCB.

Responsável: Eng. Andreia Cristina Minhós Barata Gil

Contactos: Telf: 272 000 111/931 859 063

Email: gabinete.comunicacao@ulscb.min-saude.pt

acgil@ulscb.min-saude.pt

Gabinete de Gestão de Projectos

Compete ao Gabinete de Projetos:

  • Preparar, submeter e acompanhar candidaturas a apoios financeiros comunitários;
  • Coordenar, gerir e acompanhar projetos nas diversas instâncias e fases, propostos pelo Gabinete de Gestão de Projetos;
  • Organizar os processos de pedidos de financiamento a submeter à autoridade de gestão responsável pelo financiamento
  • Elaborar o relatório da atividade anual do Gabinete, a submeter ao Presidente do conselho de Administração.

Responsável: Dr. Celestino José Vicente Ramalho

Gabinete de Gestão de Resíduos e Higienização Hospitalar

Responsável: Eng. Pedro Anjos

Contactos: panjos@ulscb.min-saude.pt

 

 

Serviço de Codificação Clínica

Compete ao Gabinete de Codificação Clínica:

Bullet Promover a disponibilização atempada de informação clínica aos clientes internos relevantes;
Bullet Garantir a codificação da produção da ULS, nos termos da legislação em vigor;
Bullet Garantir a auditoria da codificação da produção da ULS, nos termos da legislação em vigor.

Responsável: Dra. Rita Maria Mira Franco Belico Velasco Resende

Contactos:  rresende@ulscb.min-saude.pt

Serviço de Compras e Logística - Aprovisionamento

Ao Serviço de Compras e Logística compete garantir a aquisição, com mais-valia técnica e financeira, dos bens e serviços necessários à prossecução da missão da ULSCB, assegurando a sua colocação oportuna e eficiente junto dos utilizadores, potenciando a criação de sinergias negociais pela promoção da gestão integrada das relações com os fornecedores, de modo a alcançar uma taxa ótima da utilização dos recursos disponíveis.

Para cumprimento da sua função o Serviço de Compras e Logística estrutura-se nas seguintes áreas:

  1. Área de Compras  – aquisição de bens, serviços e empreitadas
  2. Área de Logística – armazenagem, distribuição e gestão de existências

Responsável: Dr. António Domingos Santos Leitão

Área de Prestadores de Serviços Médicos: Dra. Teresinha Barata Farinha Rafael

Contactos: Email: aleitao@ulscb.min-saude.pt

Serviço de Esterilização

O Serviço de Esterilização visa assegurar o processamento de todos os dispositivos médicos reutilizáveis, quer sejam desinfectantes ou esterilizados, necessários à prestação de cuidados ao doente, segundo as boas práticas e normas aplicáveis, tendo em vista a prevenção de infecções associadas aos cuidados de saúde.

Responsável: Enf. António Francisco Gama Martins Rato

Contactos: arato@ulscb.min-saude.pt

Serviço de Gestão de Doentes

O Serviço de Gestão de Doentes tem por objectivo acolher, integrar, orientar e informar os utentes, em todas as fases do seu percurso, compreendendo a execução de tarefas de natureza administrativa e de apoio ao funcionamento dos Serviços Clínicos, assim como de outros serviços da ULSCB.

Responsável: Dr. João Carlos Santos Oliveira

Contactos:  jcoliveira@ulscb.min-saude.pt

Serviço de Gestão de Transportes

O Serviço de Gestão de Transportes tem como missão disponibilizar e assegurar a operacionalidade dos recursos e serviços de transporte para colaboradores, utentes e bens da ULSCB.

Compete ao Serviço de Gestão de Transportes:

  • Assegurar o transporte de colaboradores;
  • Gerir a frota própria destinada ao transporte de colaboradores;
  • Gerir o processo de transporte de utentes.

Responsável: Dr. Celestino José Vicente Ramalho

Contacto: cramalho@ulscb.min-saude.pt

Serviço de Gestão Financeira

O Serviço de Gestão Financeira tem por missão assegurar o funcionamento eficiente dos sistemas de contabilidade patrimonial, orçamental e de custos de suporte à atividade da ULSCB, EPE bem como executar, com qualidade e rigor, os procedimentos técnicos e contabilísticos, garantindo a elaboração atempada da informação económica e financeira a submeter ao Conselho de Administração e a entidades externas.

O serviço de Gestão Financeira estrutura-se nas seguintes áreas:

  • Contabilidade geral
  • Contabilidade analítica
  • Faturação e cobrança
  • Tesouraria

Responsável: Dr. Jorge Manuel Mateus Lourenço e Dra. Deli Silva

Contactos: jlourenco@ulscb.min-saude.pt

Serviço de Hotelaria e Apoio Geral

O Serviço de Hotelaria e de Apoio Geral visa prestar actividades de apoio geral às diversas Unidades Orgânicas da ULSCB, abrangendo a gestão da Rouparia, os Serviços de limpeza, a Triagem e Recolha de Resíduos Hospitalares e Urbanos e o controlo de pragas.

Responsável: Eng. José Nunes

Contactos: jose.nunes@ulscb.min-saude.pt

 

Serviço de Informática

O Serviço de Informática tem como missão disponibilizar e assegurar a operacionalidade e manutenção dos recursos e serviços de informática e de comunicações a todos os colaboradores e utentes da ULSCB, apoiando e promovendo a sua utilização e inovação.

Responsável: Eng. José Nunes

Contactos:  informatica@ulscb.min-saude.pt

Serviço de Instalações e Equipamentos

O Serviço de Instalações e Equipamentos tem como função participar na gestão de instalações e equipamentos da ULSCB visando garantir o correcto funcionamento das instalações e equipamentos, de acordo com as normas, regulamentos e legislação e vigor.

Responsável: Eng. António Nunes Lourenço

Contactos: Email: sie@ulscb.min-saude.pt

Serviço de Investigação, Formação e Ensino

Compete ao Serviço de Investigação, Formação e Ensino:

Na área da Investigação

Organizar e coordenar as atividades de investigação no âmbito das Ciências da Saúde, nomeadamente no que respeita à formação de grupos de investigação e à realização de projetos de investigação e ensaios clínicos;

Na área da Formação
– Responder às exigências de formação dos colaboradores, diagnosticadas através do levantamento sistemático e da análise das necessidades.
– Organizar ações de formação, tertúlias e outros momentos de formação em articulação com os Serviços interessados e fomentar a participação dos colaboradores da ULS.
– Organizar e manter um Centro de documentação e informação técnico-científica.
– Desenvolver esforços em articulação com o Gabinete de Planeamento e Controlo de Gestão e Serviço de Gestão Financeira, com vista à obtenção de financiamento para as ações a desenvolver.

Na área do Ensino

– Efetuar a articulação interinstitucional no âmbito do ensino pré e pós graduado em que participa a ULS, nomeadamente com a UBI e IPCB, junto aos respetivos Coordenadores de Ensino.

– Organizar a atividade relacionada com o ensino pré e pós graduado, em articulação com os Órgãos interessados da ULS e as entidades com quem a ULS haja estabelecido relações de parceria.

Na dependência do SIFE: Revista de Saúde Amato Lusitano / Biblioteca da ULS de Castelo Branco

Diretor do Serviço: Dr. Pedro Silva-Vaz

Coordenadora Técnica: Dra. Helena Lopes

Secretariado: Dra. Alexandra Almeida / Nuno Roberto /Dra. Maria Conceição Amaral

Contactos:  sife@ulscb.min-saude.pt | 272 000 272 –  extensão: 2245

Artigos Publicados em Revistas com Factor de Impacto e Indexadas no Science Citation Index

2010

Caldeira A, Martin-Carreras F, Pereira E, Sousa R, Gonçalves R, Tristan J, Banhudo A. “Malignant fibrous histiocytoma – a rare hepatic tumor”. Ver Esp Enferm Dig. 2010;102(2):146-7

Caldeira A, Casanova P, Sousa R, Martins P, Banhudo A, Pimentel J. “Enteric nutrition and esophageal impactation: what relationship”. Acta Med Port. 2010;23(2):183-90

Caldeira A, Pereira B, Pereira E, Sousa R, Tristan J, Gonçalves R, Banhudo A. “Intraductal papillary mucinous neoplasm – the experience of natural history”. Ver Esp Enferm Dig. 2010;102(12):732-4

Gonçalves JA, Santos C, Montálban JM, Filipe RA, Chorão R, Freixo J, Ramalheiro A, Bernardo A, Iglesias AB, Rocha E. “Continuous venovenous haemodiafiltration as a solution for acute intoxication with sodium valproate”. Nefrologia. 2010;30(1):134-5

Seabra-Gomes R; Investigadores do Registo PULSAR (Bragança G). “Characterization of an ambulatory population with stable coronary artery disease and importance of heart rate: the PULSAR registry.” Rev Port Cardiol. 2010;29(4):483-508

Santos C, Marcelino P, Carvalho T, Coelho J, Bispo M. Mourão L, Perdigoto R, Barroso E. “The value of tubular enzymes for early detection of acute kidney injury after liver transplantation: an observational study”. Transplantation Proceedings, 2010;42:3639-3643

2011

Vaz PS, Usurelu S, Monteiro A, Correia S, Gouveia A, Loureiro A. “Small bowel metastatic of malignant melanoma: a rare cause of lower gastrointestinal bleeding”. Acta Med Port. 2011;24(1):179-82

Soares JB, Gonçalves R, Banhudo A, Pedrosa J. “Reprocessing practice in digestive endoscopy units of district hospitals: results of a Portuguese National Survey”. Eur J Gastroenterol Hepatol. 2011;23(11):1064-8

Bernardo AP, Montalbán JM, Rocha E. “A patient with acute renal failure and episcleritis, is there more than meets the eye?”. Nefrologia. 2011;31(2):225-6

2012

Vaz PS, Pereira E, Usurelu S, Monteiro A, Caldeira A, melo G, Sousa R, Gouveia A, Arnandina L. “Hepatic hydatid cyst: a non-surgical approach”. Ver Soc Bras Med Trop. 2012;45(6):774-6

Fonseca J, Alves C, Neto R, Arroja B, Vidal R, Macedo G, Nunes AA, Rego A, Carvalho J, Banhudo A, Curado A, Lima PN, Baranda J, Ribeiro F. “Nonvariceal upper gastrointestinal bleeding in Portugal: a multicentric retrospective study in twelve portuguese hospitals”. Gastroenterol Hepatol. 2012;35(6):377-85

Steg PG, Ferrari R, Ford I, Greenlaw N, Tardif JC, Tendera M, Abergel H, Fox KM; CLARIFY Investigators (Bragança G). “Heart rate and use of beta-blockers in stable outpatients with coronary artery disease.” PLoS One. 2012;7(5):e36284

Peixinho CM, Tavares-Ratado P, Gabriel MF, Romeira AM, Lozoya-Ibáñez C, Taborda-Barata L, Tomaz CT. “Different in vivo reactivity profile in health care workers and patients with spina bifida to internal and external latex glove surface-derived allergen extracts.” Br J Dermatol. 2012;166(3):518-24

Franco DG, Cardoso J, Neto I. “Attitudes towards affectivity and sexuality of people with intelectual disability”. Sex Disabil, 2012;30:261-287

Santos CR, Branco PQ, Gaspar A, Bruges M, Anjos R, Gonçalves MS, Abecasis M, Meneses C, Barata JD. “Use of peritoneal dialysis after surgery for congenital heart disease in children”. Perit Dial Int, 2012;32(3):273-279

2013

Silva JM, Alves AS, Pereia A, Pereira E, Pedro LM. “A dilatação da aorta ascendente é marcador de dilatação da aorta abdominal? Relações entre o diâmetro da aorta torácica avaliada por ecocardiografia e a aorta abdominal estudada por ultrassonografia” Angiol Cir Vasc. 2013;9(2):52-58

Farinha H, Raposo de Almeida J, Aleixo AR, Oliveira H, Xavier F, Santos AI. “Relationship between smoking and anxiety and depression in primary care”. Acta Med Port. 2013;26(5):523-30

Costa Almeida CE, Rainho R, Gouveia A. “Codfish may cause acute abdómen” Int J Surg Case Rep. 2013;4(11):969-71

Pereira B, Santos A, Pereira E, Banhudo A. “Foreign body-induced acute pancreatitis: ultrasonographic diagnosis”. Ver Esp Enferm Dig. 2013;105(7):439-40

Pereira B, Santos A, Leitao C, Banhudo A. “Aspiration of capsule endoscope”. Ver Esp Enferm Dig. 2013;105(7):438-39

Silva Vaz P, Caldeira A, Sousa R, Gouveia A, Banhudo A, Loureiro A. “The value of procalcitonin, antithrombin III and BISAP score at predicting the severity of acute pancreatitis”. Pancreatology, 2013;13:S34-S35

2014

Kalra PR, García-Moll X, Zamorano PA, Fox KM, Ford I; Ferrari R, Tarfif JC, Tendera M, Greenlaw N, Steg PG; CLARIFY Investigators (Bragança G). “Impact of chronic kidney disease on use of evidence-based therapy in stable coronary artery disease: a prospective analysis of 22,272 patients.” PLoS One. 2014;9(7):e102335

Vizinho RS, Santos C, Lucas C, Adragão T, Barata JD. “Effect of the arteriovenous access for hemodialysis on subendocardial viability ratio, pulse pressure and hospitalizations”. J Neprol, 2014;27(5):563-70

Rodrigues CG, Pereira E, Caldeira A, Santos A, Sousa H, Banhudo A. “Ecoendoscopia digestiva na prática clínica parte IIA – utilidade na avaliação do pâncreas”. GE J Port Gastrenterol, 2014;21(2):60-74

2015

Usurelu S, Bettencourt V, Melo G. “Abdominal Trauma by Ostrich”. Ann Med Surg (Lond). 2015;23(4):41-3

Vieira-Sousa N, Machado PM, Costa J, Ribeiro A, …, Abreu P, Barcelos B. “Portuguese recommendations for the use of biological therapies in patients with psoriatic arthritis – 2015 update”. Acta Reumatol Port. 2015;40:275-290

Fauchier L, Greenlaw N, Ferrari R, Ford I, Fox KM, Tardif JC, Tendera M, Steg PG; CLARIFY Investigators (Bragança G). “Use of anticoagulants and antiplatelet agentes in stable outpatints with coronary artery disease anda trial fibrillation” PLoS One 2015; 10(4):e0125164

Rainho R, Bettencourt V, Silva Vaz P, Mega M, Gouveia A. “Penetrating abdominal trauma: case reports on the role of laparoscopy”. European Journal of Trauma & Emergency Surgery, 2013;41(suppl 2):S245

Franco D, Alves D, Almeida AC, Almeida CC, Moreno C, Freixo J. “Dedo azul não-isquémico espontâneo: um fenómeno raro e benigno”. Acta Med Port, 2015;28(4):528-30

2016

Leitao C, Ribeiro H, Caldeira A, Sousa R, Banhudo A. “Late transmural mesh migration into the esophagus after Nissen fundoplication”. Endoscopy. 2016;48Suppl1 UCTN:E:166-7

Lozoya-Ibáñez C, Morgado-Nunes S, Rodrigues A, Lobo C, Taborda-Barata L. “Prevalence and clinical features of adverse food reactions in Portuguese adults” Allergy Asthma Clin Immunol. 2016;12:36

Silva Vaz P, Oliveira R, Abrantes AM, Encarnação JC, Gouveia A, Castelo-Branco M, Botelho MF, Tralhão JG. “Severity histologic score of acute pancreatitis in murine models: preliminary results”. Pancreatology, 2016;16(3):S19-S20

Silva Vaz P, Oliveira R, Abrantes AM, Encarnação JC, Gouveia A, Castelo-Branco M, Botelho MF, Tralhão JG. “Severity histologic score of acute pancreatitis in murine models: preliminary results”. Virchows Arch, 2016;469(Suppl1):S82-S83    Leitão C, Caldeira A, Banhudo A. “Small bowel obstruction seven years after video capsule retention”. GE Port J Gastroenterol, 2016; In Press

Leitão C, Caldeira A, Banhudo A. Small Bowel Obstruction Seven Years After Video Capsule Retention. GE Port J Gastroenterol 2016 Jun 22;23(6):333-334 (Doi: 10.1016/j.jpge.2016.04.002)

Alves D, Calmeiro ME, Silva R, Coelho H. Small-cell neuroendocrine cancer of the prostate: an atypical presentation of a common disease. BMJ Case Rep 2016 Oct 5;2016. Pii: bcr2016216199 (Doi: 10.1136/bcr-2016-216199)

Fernandez-Urien I, Lezaun R, Hernández M, Lainez B, Leitão C, Vila J. Esophagobronchial fistula closed by a cardiac septal occluder device. Endoscopy 2016;48 Suppl 1:E289-90 (Doi: 10.1055/s-0042-112974)

Leitão C, Caldeira A, Banhudo A. Small Bowel Obstruction Seven Years After Video Capsule Retention. GE Port J Gastroenterol 2016 Jun 22;23(6):333-334 (Doi: 10.1016/j.jpge.2016.04.002)

Leitão C, Ribeiro H, Caldeira A, Sousa R, Banhudo A. Late transmural mesh migration into the esophagus after Nissen fundoplication. Endoscopy 2016;48 Suppl 1 UCTN: E116.7 (Doi: 10.1055/s-0042-105646)

2017

Ferreira AI, Borges S, Sousa A, Ribeiro C, Mesquita A, Martins PC, Peyroteo M, Coimbra N, Leal C, Reis P, Sousa JA. Radical scar of the breast: I tis possible to avoid surgery?. Eur J Surg Oncol 2017 Jul;43(7):1265-1272 (doi: 10.1016/j.ejso.2017.01.238)

Alves D, Calmeiro ME, Macário C, Silva R. Family Phenotypic Heterogeneity Caused by Mitochondrial DNA Mutation A3243G. Acta Med Port 2017 Aug 31;30(7-8): 581-585 (doi: 10.20344/amp.8638)

Leitão C, Caldeira A, Banhudo A. A rare cause of intestinal bleeding: duodenal metastasis from enometrial cancer. Rer Esp Enferm Dig 2017 Aug;109(8):596 (Doi: 10.17235/reed.2017.4822/2017)

Regateiro FS, Belkaya S, Neves N, Ferreira S, Silvestre P, Lemos S, Venâncio M, Casanova JL, Gonçalves I, Jouanguy E, Diogo L. Recurrent elevated liver transaminases and acute liver failure in two siblings with novel bi-allelic mutations of NBAS. Eur J Med Genet 2017 Aug;60(8):426-432 (Doi: 10.1016/j.ejmg.2017.05.005)

Duarte C, Sousa-Neves J,. Águeda A, Ribeiro P, Daniel A, (…) Barros R, Abreu P, Fonseca JE. Portuguese Recommendations for the use of biological therapies in patients with rheumatoid arthritis- 2016 update. Acta Reumatol Port 2017 Jun 1;42(2)(Apr-Jun):112-126

Barosa R, Teixeira C, Pinto J, E Branco JC. Early liver transplantation for severe alcoholic hepatitis – are we exploring all the tools? Liver Int 2017 Sep;37(9):1407-1408 (Doi: 10.1111/liv.13434)

Coelho R, Ribeiro H, Maconi G. Bowel Thickening in Crohn’s Disease: Fibrosis or Inflammation? Diagnostic Ultrasound Imaging Tools. Inflamm Bowel Dis 2017 Jan;23(1):23-34 (Doi: 10.1097/MIB.0000000000000997)

Barosa R, Pinto J, Caldeira A, Pereira E. Modern role of clinical ultrasound in liver abscess and achinococcosis. J Med Ultrason (2001) 2017 Jul;44(3):329-245 (Doi: 10.1007/s10396-016-0765-2)

Cesarini M, Collins GS, Rönnblom A, Santos A, Wang LM, Sjöberg D, Parkes M, Keshav S, Travis SP. Predicting the Individual Risk of Acute Severe Colitis at Diagnosis. J Crohns Colitis 2017 Mar 1;11(3):335-341 (Doi: 10.1093/ecco-jc/jjw159)

Artigos em Revistas Indexadas

2010

Caldeira A, Vaz P, Tristan J, Sousa R, Mega M, Pereira E, Banhudo A. “Hemorragia digestiva média de causa pouco frequente”. Jornal Português de Gastrenterologia 2010; 17:172-177

2011

Monteiro A, Silva Vaz P, Usurelu S, Correia S, Rainho R, Valência L, Loureiro A. “Hidatidose hepática: apresentação clínica, conduta e terapêutica”. RSAL 2011;30:26-27

Silva Vaz P, Usurelu S, Monteiro A, Correia S, Rainho R, Gouveia A, Loureiro A. “Pé diabético: tratamento em regime de ambulatório”. RSAL 2011;29:28-29

Rainho R, Silva Vaz P, Usurelu S, Monteiro A, Correia S, Mega M, Loureiro A. “Nem tudo é apendicite – a diverticulite de Meckel”. RSAL 2011:29;39

Cardoso G, Monteiro A, Silva Vaz P, Usurelu S, Correia S, Rainho R, Valência L, Loureiro A. “Sarcoma retroperitoneal: apresentação de um caso clínico”. RSAL 2011;29:40

Silva Vaz P, Usurelu S, Monteiro A, Correia S, Rainho R, Paulino A, Silva R, Gouveia A, Loureiro A. “Organização da Consulta de Pé Diabético”. RSAL 2011;29:36

Silva Vaz P, Usurelu S, Monteiro A, Correia S, Rainho R, Paulino A, Perez H, Gouveia A, Loureiro A. “Quisto do mesentério: uma causa rara de dor abdominal”. RSAL 2011;29:37

Silva Vaz P, Usurelu S, Monteiro A, Correia S, Rainho R, Gouveia A, Loureiro A. “Linfangioma cavernoso esplénico: uma entidade rara”. RSAL 2011;29:37

Rainho R, Correia S, Monteiro A, Usurelu S, Silva Vaz P, Mega M, Loureiro A. “Nem tudo é apendicite – a diverticulite de Meckel”. RSAL 2011;29:39

2012

Silva Vaz P, Duarte L, Paulino A. Risco e Profilaxia do Tromboembolismo Venoso em Doentes Cirúrgicos. Revista Portuguesa de Cirurgia, 2012;23:23-32

Silva Vaz P, Usurelu S, Monteiro A, Correia S, Rainho R, Mega M, Paulino A, Perez H, Gouveia A, Loureiro A. “Quisto do mesentério: uma causa rara de dor abdominal”. RSAL 2012;30:37-40

Silva Vaz P, Usurelu S, Monteiro A, Correia S, Rainho R, Melo G, Gouveia A, Banhudo A, Loureiro A. “Lesão de contacto (térmica) do reto e junção retossigmoideia”. RSAL 2012;30:48-4

2013

Usurelu S, Monteiro A, Correia S, Melo G, Loureiro A. “GIST gástrico – caso clínico”. RSAL 2013;32:36-40

Rainho R, Mega M, Gouveia A, Loureiro A. “Intussuscepção de neoplasia do cego”. Revista Portuguesa de Cirurgia. XXXIII Congresso Nacional de Cirurgia. Suplemento, março 2013:109

Vieira A, Paulino A, Silveira L, Correia S, Loureiro A. “Bezoar: patologia centenária como nova composição”. Revista Portuguesa de Cirurgia. XXXIII Congresso Nacional de Cirurgia. Suplemento, março 2013:124-125

Rainho R, Perez H, Valência L, Mega M, Loureiro A. “Traumatismo abdominal fechado com lesão hepatorrenal”. Revista Portuguesa de Cirurgia. XXXIII Congresso Nacional de Cirurgia. Suplemento, março 2013:146

Correia S, Melo G, Loureiro A. “Adenocarcinoma do intestino delgado. Causa ou consequência?” Revista Portuguesa de Cirurgia. XXXIII Congresso Nacional de Cirurgia. Suplemento, março 2013:197

Correia S, Melo G, Loureiro A. “Não é só um caso de intussuscepção intestinal… sarcoma, rápido e mortal.” Revista Portuguesa de Cirurgia. XXXIII Congresso Nacional de Cirurgia. Suplemento, março 2013:197

Vieira A, Bettencourt V, Rainho R, Correia S, Paulino A, Loureiro A. “Será o diagnóstico de apendicite aguda unicamente clínico? Estudo retrospetivo de apendicectomias brancas”. Revista Portuguesa de Cirurgia. XXXIII Congresso Nacional de Cirugia. Suplemento, março 2013, página 198

Correia S, Usurelu S, Melo G, Loureiro A. “Hemangioma esplénico.” Revista Portuguesa de Cirurgia. XXXIII Congresso Nacional de Cirurgia. Suplemento, março 2013, páginas 199-200

Rainho R, Usurelu S, Perez H, Mega M, Loureiro A. “Linfoma não Hodgkin do ileum terminal”. Revista Portuguesa de Cirurgia. XXXIII Congresso Nacional de Cirurgia. Suplemento, março 2013, página 209

Bettencourt V, Correia S, Melo G, Perez H, Loureiro A. “Um achado invulgar no espaço de Retzius”. Revista Portuguesa de Cirurgia. XXXIII Congresso Nacional de Cirurgia. Suplemento, março 2013, página 210

2014

Ribeiro I, Pereira E, Silva Vaz P, Banhudo A. “Endoanal ultrassound and elastrography in the evaluation of a retrorectal tumor”. Acedido em julho/2016 http://www.grupuge.com.pt/clinical-case-of-the-month/endoanal-ultrassound-and-elastography-in-the-evaluation-of-a-retrorectal-tumor.html

Correia S, Rainho R, Perez H, Mega M, Valência L, Paulino A, Melo G, Resende R, Gouveia A, Loureiro A. “Hérnia incisional gigante”. RSAL 2014;36:17-19

Correia S, Melo G, Loureiro A. “Complicação pós-operatória? Um caso de hemorragia digestiva baixa”. RSAL 2014;36:16

Romano M, Borges S, Silva Vaz P, Melo G, Gouveia A. “Linfoma de Hodgkin, uma apresentação rara”. RSAL 2014;37:6

Leitão C, Ribeiro H, Pinto J, Caldeira A, Pereira E, Sousa R, Tristan J, Perez H, Silva Vaz P, Banhudo A. “Colecistostomia percutânea guiada por ecografia – uma alternativa no doente crítico com colecistite aguda”. RSAL 2014;37:15

Rainho R, Silva Vaz P, Mega M, Gouveia A. “Oclusão intestinal por bezoar”. RSAL 2014; 37:34

Romano M, Monteiro A, Silva Vaz P, Melo G, Gouveia A. “Um doente com “sorte” – traumatismo abdominal penetrante”. RSAL 2014;37:35

Vieira A, Borges S, Monteiro A, Loureiro A, melo G, Paulino A, Gouveia A. “Imagens em Cirurgia: teratoma ovárico”. RSAL 2014;37:43

Monteiro A, Silva Vaz P, Correia S, Valência L, Melo G, Arnandina L. “GIST: Casuística cirúrgica de um hospital distrital”. Revista Portuguesa de Cirurgia. XXXIV Congresso Nacional de Cirurgia. Suplemento, março 2014:197

Correia S, Usurelu S, Melo G, Loureiro A. “Hérnia obturadora”. Revista Portuguesa de Cirurgia. XXXIV Congresso Nacional de Cirurgia. Suplemento, março 2014:145

Correia S, Leitão C, Melo G, Banhudo A, Loureiro A. “Time capsule – um caso peculiar de oclusão intestinal.” Revista Portuguesa de Cirurgia. XXXIV Congresso Nacional de Cirugia. Suplemento, março 2014:112

Correia S, Araújo C, Antunes P, Giesteira L, Cunha D, Guimarães dos Santos J, Moreira A, Sanches C, Abreu de Sousa J. “Carcinoma medular da tiróide: experiência de 11 anos de um centro terciário”. Revista Portuguesa de Cirurgia. XXXIV Congresso Nacional de Cirurgia. Suplemento, março 2014:76

Usurelu S, Bettencourt V, Melo G. “Agressão por avestruz”. Revista Portuguesa de Cirurgia. XXXIV Congresso Nacional de Cirugia. Suplemento, março 2014:47

2015

Vieira A, Paulino A, Silveira L, Correia S, Loureiro A. “Bezoar: patologia centenária com nova composição”. Revista Portuguesa de Cirurgia 2015;33:51-53

Romano M, Silva Vaz P, Gouveia A. “Divertículo de Meckel perfurado por corpo estranho”. RSAL 2015;38:15

2016

Silva Vaz P, Oliveira R, Abrantes AM, Encarnação JC, Gouveia A, Castelo-Branco M, Botelho MF, Tralhão JG. “Score Histológico no Modelo Murino de Pancreatite Aguda”. Revista Portuguesa de Cirurgia, Suplemento, março 2016, página 123

Silva Vaz P,  Abrantes AM, Oliveira R, Encarnação JC, Gouveia A, Castelo-Branco M, Botelho MF, Tralhão JG. “Estudo Experimental de Modelos Animais de pancreatite Aguda”. Revista Portuguesa de Cirurgia, Suplemento, março 2016, página 124

Serviço de Nutrição, Alimentação e Dietética

O Serviço de Nutrição, Alimentação e Dietética tem como principal objetivo garantir a prestação de cuidados nutricionais e dietéticos, individualizados nas diferentes áreas clínicas.

Compete ao Serviço de Nutrição, Alimentação e Dietética:

– Garantir o funcionamento da Consulta de Nutrição e Dietética na ULSCB;

– Avaliar a composição das ementas fornecidas aos utentes e a colaboradores;

– Participar e promover programas e ações multidisciplinares desenvolvidas nas áreas da prevenção na doença, promoção da saúde, reabilitação e educação alimentar;

– Planear e assegurar a alimentação de utentes e colaboradores;

– Supervisionar a preparação, confeção e distribuição das refeições, em articulação com a Unidade de Hotelaria e Apoio Geral;

– Controlar a composição e qualidade dos alimentos consumidos na ULSCB, por utentes e colaboradores.

Serviço de Recursos Humanos

Compete ao Serviço de Recursos Humanos:

Bullet Planear, identificar e caracterizar as necessidades de recursos humanos, com base nas orientações do Conselho de Administração;
Bullet Assegurar todos os processos de recrutamento, selecção, contratação e mobilidade de recursos humanos;
Bullet Gerir o quadro de pessoal da organização, nas suas vertentes pública e empresarial, garantindo a execução de todos os procedimentos, do recrutamento à aposentação;
Bullet Organizar e manter os dados e processos individuais do pessoal, o arquivo central destes processos e a base de dados dos Recursos Humanos;
Bullet Controlar a assiduidade dos profissionais;
Bullet Processar os vencimentos, remunerações acessórias e respectivos encargos;
Bullet Assegurar o cumprimento de todas as obrigações legais em matéria de recursos humanos;
Bullet Elaborar pareceres de suporte à tomada de decisão do Conselho de Administração;
Bullet Gerir e assegurar a execução dos processos de medicina no trabalho, de acordo com a legislação em vigor;
Bullet Garantir a prossecução da avaliação de desempenho, de acordo e nos termos da legislação vigente, assumindo a coordenação e desenvolvimento do sistema de avaliação de desempenho como instrumento estruturante da melhoria do desempenho da organização.

Responsável: Dr. Luís António Dinis Rosa

Contactos: srh.geral@ulscb.min-saude.pt

Serviço de Secretariado do Conselho de Administração

O Serviço de Secretariado do Conselho de Administração é constituído por profissionais a quem compete apoiar administrativamente o Presidente e os Vogais Executivos do Conselho de Administração, a Direção Clínica e a Direção de Enfermagem.

Responsável: Dra. Marina Elisabete Gordino Pires

Serviço de Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho

O Serviço de Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho visa a prevenção dos riscos profissionais e a promoção da saúde dos trabalhadores, integrando profissionais com formação adequada, os necessários médicos especialistas na área da medicina no trabalho, os técnicos superiores de higiene e segurança no trabalho e o correspondente apoio de profissionais de enfermagem.

Compete, designadamente, ao Serviço de Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho:

  • Planificação e organização da prevenção de riscos profissionais;
  • Eliminação de factores de risco e acidentes;
  • Avaliação e controlo de riscos profissionais;
  • Informação, formação, consulta e participação dos trabalhadores e seus representantes;
  • Realizar a avaliação clínica períodica, de acordo com a lei em vigor, com a finalidade de garantir a aptidão do profissional para o desenvolvimento das suas funções.

DOCUMENTOS

Regulamento Interno de Equipamento de Proteção Individual (EPI)

Serviço Farmacêutico

Compete ao Serviço Farmacêutico:

  • Gerir a farmácia, assegurando a gestão e conservação das existências de medicamentos e produtos farmacêuticos;
  • Garantir a qualidade e segurança do circuito do medicamento, prevenindo erros de prescrição, administração e registo;
  • Promover a informação interna periódica (mensal) sobre o consumo de medicamentos e produtos farmacêuticos;
  • Colaborar na investigação e no ensino das suas áreas específicas, designadamente através da colaboração nos ensaios clínicos autorizados e na preparação e aperfeiçoamento dos profissionais;
  • Celebrar acordos de nível de serviço com os seus clientes e fornecedores internos, de forma a adequar o serviço prestado às capacidades, necessidades e expectativas dos mesmos;
  • Monitorizar os indicadores de nível de serviço e promover acções de regularização dos mesmos;
  • Subcontratar internamente o planeamento e gestão de stocks dos medicamentos e produtos farmacêuticos ao Planeamento e Gestão de Stocks do Centro de Operações e Logística;
  • Controlar a dispensa de medicamentos, posologia e duração de terapêutica;
  • Monitorizar a farmacoterapêutica das Unidades e Serviços de prestação de cuidados;
  • Assegurar a farmacovigilância;
  • Emitir pareceres e relatórios obrigatórios;
  • Promover a informação sobre o medicamento e a prestação de apoio farmacêutico aos Serviços e Unidades de prestação de cuidados;
  • Cumprir exigências legais sobre medicamentos sujeitos a legislação própria (estupefacientes e psicotrópricos, imunoglobinas, derivados do plasma, pedidos de autorização de utilização especial, antiretrovíricos, medicamentos para a insuficiência renal crónica, entre outros);
  • Preparar e produzir medicamentos manipulados não estéreis, citotóxicos e alimentação parentérica, de acordo com as normas de qualidade e segurança aplicáveis;
  • Assegurar a recepção e armazenamento de medicamentos e produtos farmacêuticos, garantindo a sua qualidade e conservação;
  • Preparar a distribuição de medicamentos e produtos farmacêuticos;
  • Subcontratar internamente o transporte e distribuição dos medicamentos e produtos farmacêuticos à Unidade de Compras e Logística;
  • Assegurar a distribuição de medicamentos em ambulatório.

Responsável: Dra. Sandra Isabel Silva Queimado

Contactos: Email: farmacia@ulscb.min-saude.pt

Carteira de Serviços dos Serviços Farmacêuticos da ULSCB

Os Serviços Farmacêuticos compreendem todas as atividades inerentes à seleção, preparação, armazenamento, manipulação e distribuição de medicamentos. Faz parte ainda da actividade farmacêutica o aconselhamento aos doentes, cuidadores e a outros profissionais de saúde sobre o uso seguro, eficaz e eficiente dos medicamentos. Desta forma é assegurado um controlo/monitorização global do medicamento na instituição.

Gestão de medicamentos e produtos farmacêuticos

Com base no formulário hospitalar os Serviços Farmacêuticos propõem a aquisição de medicamentos tendo em conta imperativos legais, características técnicas dos medicamentos e necessidades terapêuticas dos doentes. É feita a avaliação na aquisição e seleção de medicamentos, tendo por base critérios de custo-efetividade assim como análise e avaliação da utilização de medicamentos, nas vertentes farmacoterapêutica, económica e controlo de stocks.

Distribuição

Os Serviços Farmacêuticos asseguram a terapêutica prescrita ao doente internado, assim como a distribuição para Centros de Saúde e dispensa de medicamentos em ambulatório. Na sua maioria os medicamentos são dispensados diariamente, com o fim de minimizar erros e assegurar que o doente recebe o medicamento certo na altura certa.

Farmacotecnia

A área da produção envolve a preparação de medicamentos citotóxicos, biológicos, medicamentos manipulados e a reembalamento de medicamentos para dose unitária.

Farmácia Clínica e Cuidados Farmacêuticos

A atividade clínica do farmacêutico no hospital desenvolve-se diariamente através do seu apoio aos serviços clínicos, validando a terapêutica dos doentes: antibióticos, doses, posologias e duração de tratamentos, monitorizando o resultado da sua utilização e fazendo acompanhamento farmacoterapêutico na transição entre os diferentes níveis de cuidados.

Ensaios Clínicos

Participação na equipa multidisciplinar de apoio à realização de ensaios clínicos no hospital assegurando o cumprimento das normas referentes ao circuito do medicamento experimental.

Formação

Colaboração na formação de alunos de Ciências Farmacêuticas e Farmácia através de estágios complementares à sua formação académica. Participação em formações internas e integração nos planos de formação da instituição.

Comissões Técnicas

Integração em comissões técnicas, nomeadamente, Comissão de Farmácia e Terapêutica, Grupo Coordenador local do programa de prevenção e controle de infecção e das resistências aos antibióticos(GCLPPCIRA) e Comissão de Prevenção e Tratamento de Feridas.

Folhetos Informativos:

Guia de Acolhimento do Serviço Farmacêutico

Serviço Social

O Serviço Social tem por finalidade apoiar as Unidades Funcionais dos Centros de Saúde, Serviços de Internamento, Emergência, Ambulatório e Domiciliário, desenvolvendo um trabalho integrado nas respectivas equipas de tratamento e com o objectivo de ultrapassar ou minorar os problemas de natureza social dos utentes, que respeitem directamente à sua situação de saúde.

Responsável: Dr. António Miguel Breia Vicente

Contactos:  servico.social@ulscb.min-saude.p

Sigic

Compete ao Gabinete Hospitalar de Gestão de Inscritos para Cirurgia – SIGIC:

  • A centralização da gestão de inscritos para cirurgia na ULSCB;
  • A monitorização interna do processo;
  • A divulgação e garantia do cumprimento das normas aplicáveis à lista de inscritos para cirurgia e seu regulamento;
  • Prestar apoio aos Serviços Cirúrgicos;
  • Proceder ao aviso e correcção dos desvios indentificados;
  • O atendimento aos utentes;
  • A interligação com as Unidades Centrais e Regionais, outros hospitais públicos e privados.

Unidade de Segurança, Higiene e Risco Geral

São objectivos da Unidade de Segurança, Higiene e Risco Geral, manter e melhorar as condições de segurança e a qualidade das instalações, avaliar os riscos e perigos internos e externos, prevenir os acidentes e incidentes, limitar e minorar as suas consequências.

Responsável: Eng. António Manuel dos Santos Alves

Contactos:  amalves@ulscb.min-saude.pt

Serviços de Apoio