Ir para o conteúdo
Início
/
Notícias
20-04-2020

Liga dos Amigos do Hospital Amato Lusitano lança campanha solidária “Confiem em nós e vamos encurtar distâncias”

Muitas das pessoas internadas no Hospital Amato Lusitano há semanas, não compreendem a suspensão de visitas. As famílias vivem angustiadas e receiam não poder despedir-se quando o fim se aproxima.

Os Profissionais de saúde sabem muito bem que o contacto ajuda na recuperação, mas não conseguem dar resposta a esta necessidade. Com a tecnologia e a campanha solidária “confiem em nós e vamos encurtar distâncias “a Liga dos Amigos do Hospital Amato Lusitano pretende doar equipamentos “tablets” a todos os serviços do Hospital que o solicitarem.

As regras sobre o contacto dos doentes com os seus familiares variam de acordo com o serviço ou unidade do hospital, já que é difícil definir orientações gerais sobre como proceder em relação ao contacto com as famílias, numa altura em que as visitas estão suspensas.

No geral os familiares podem saber informações sobre os seus entes queridos, mediante um horário de atendimento médico e da equipa de enfermagem – informação geral sobre o estado do doente. Ainda assim, por vezes há sobrecarga de chamadas, motivo pelo qual podem não ser atendidas imediatamente. Noutros serviços, a equipa médica e/ou a equipa de enfermagem faz o contacto com a família todos os dias, para fazer a actualização do estado de saúde do doente.

Com esta campanha a Liga dos Amigos do Hospital Amato Lusitano pretende doar “tablets” aos serviços com internamento, “para que possa ser promovida a comunicação, adicionalmente, por videoconferência dos utentes com os seus familiares”, afirma o Presidente da Direcção da Liga dos Amigos do Hospital Amato Lusitano, Enfermeiro Carlos Almeida.

A sobrecarga de comunicações deixa alguns doentes incontactáveis. “Algumas pessoas têm telemóvel, outras foram apanhadas nisto e não têm. Outras simplesmente não sabem usar mas todos sabemos que o apoio familiar é crucial neste processo”, explica o Enfermeiro Carlos Almeida

A Liga dos Amigos do Hospital Amato Lusitano já distribuiu tablets ao serviço “UCIP – Covid” e ao CRI de Medicina Interna e desenvolve esta campanha com o objectivo de angariação para doação a outros serviços do HAL com internamento.

Esta campanha é uma forma de conseguir este tipo de equipamentos, já que ainda não há resposta oficial ao problema de comunicação com as famílias quando as instituições de saúde suspenderam as visitas nos seus serviços por causa da pandemia de Covid-19.

O Ministério da Saúde anunciou apenas que iriam ser distribuídos 108 “tablets” para as equipas hospitalares de cuidados paliativos de todo o país, uma doação da Fundação “la Caixa” e do BPI, no âmbito do Programa Humaniza – Apoio Integral a Pessoas com Doenças Avançadas.

Esta campanha pretende, assim, mobilizar pessoas ou empresas privadas a doar “tablets” a outros serviços do HAL com internamento, nomeadamente para o serviço de psiquiatria, se os profissionais de saúde assim o pretenderem.


Partilhar:
Ir para o topo
tempus ut ipsum porta. sed consectetur efficitur. quis luctus